Formatos de arquivo de imagem comuns

Escolher imagens é muito mais do que encontrar uma foto bonita. É preciso considerar uma combinação de habilidade criativa e técnica para entender não só o quê escolher, mas que tipo de imagem é adequada às suas necessidades. Por esse motivo, criamos este guia que ajudará você a entender a diferença entre deleite e desastre em seu próximo projeto.


Precisa de imagens para o seu projeto? A impressionante coleção da Shutterstock de mais de 70 milhões de imagens pode ajudar você! Veja o que a nossa biblioteca disponibiliza para você.

Tipos de imagens
Todas as imagens podem ser classificadas em duas categorias básicas: rasterizada e vetorial.

Imagens rasterizadas
As imagens rasterizadas destinam-se a fotografias e documentos digitalizados. 

A qualidade de uma imagem rasterizada é chamada resolução. A resolução é medida em ppi (pixels por polegada) ou dpi (pontos por polegada). A medida PPI mensura os pixels em uma tela, enquanto a medida dpi conta as gotas de tinta em uma página impressa. Quanto mais alto for o ppi ou o dpi, melhor será a qualidade da imagem. 

Embora a medida dpi seja expressa em um número único (a maioria das fotos tem no mínimo 300dpi), a medida ppi costuma ser expressa como um conjunto de dimensões (400x1080ppi).

A impressão de uso comercial para projetos como livros ou material de marketing requer imagens de alta resolução com 300dpi ou mais. Em aplicativos móveis ou da web, os requisitos de resolução são bem mais baixos. Como as imagens de alta resolução exigem tamanhos de arquivos maiores, os aplicativos móveis ou da web usam imagens de resolução mais baixa a fim de diminuir o tempo de carregamento. 

Quando você aumenta o tamanho físico de uma imagem rasterizada, perde-se qualidade. Quando você diminui o tamanho da imagem, a qualidade aumenta. 

Por exemplo:
se você duplicar uma imagem de 300dpi em 2 polegadas por 2 polegadas, ela terá 150dpi.  Se você diminuir o tamanho pela metade, a imagem terá 600dpi.

Essas imagens são muito mais difíceis de manipular do que as imagens vetoriais.

Os modos de cores disponíveis para as imagens rasterizadas variam, mas os mais comuns são o CMYK, o RBG e o Índice.

O Photoshop é o programa mais popular de manipulação de imagens rasterizadas.  

Imagens vetoriais
As imagens vetoriais são encontradas mais comumente em aplicativos de impressão de uso comercial e funcionam bem para ilustrações, logotipos,  imagens com muitos textos e gráficos.

Diferentemente das imagens rasterizadas, nas imagens vetoriais a qualidade não depende da resolução.  As imagens vetoriais mantêm sua qualidade em qualquer tamanho, fato que as torna uma opção preferencial para impressão em grande formato.

Tipos de arquivos:

Bitmap do Windows (BMP): imagem rasterizada
Desenvolvido pela Microsoft para seus sistemas operacionais. Os BMPs são de alta qualidade e não compactados criando tamanhos de arquivos maiores. Não são amigáveis na web. Os BMPs não funcionam na web e a qualidade fica comprometida quando você os torna maiores ou menores.

Joint Photographic Expert Group (JPG): imagem rasterizada
É o formato mais comum. Muitas câmeras fotografam em jpg. Compactação significa que sempre que você manipular e salvar a imagem, perderá qualidade.

Graphic Interchange Format (GIF): imagem rasterizada
Considerado o avô dos gráficos da web, existe desde 1989. Seu tamanho de arquivo pequeno bem como o  suporte à transparência e à animação o torna popular para trabalhos na web. Recentemente, esse formato foi popularizado pelos gifs animados de vídeos de filmes famosos de Will Farrell e outros atores. Uma paleta de cores de 8 bits limita seu formato a apenas 256 cores. A capacidade de salvar com entrelaçamento significa um carregamento mais rápido online. A imagem será exibida mais rapidamente com menos detalhes, mas assim que ela for totalmente carregada, todos os detalhes serão exibidos.

Tagged Image File Format (TIF): imagem rasterizada
Formato de arquivo mais antigo desenvolvido em 2009 pela Aldus para uso em impressão de ponta. Também é popular para impressão de uso comercial, digitalização e aplicações de fax de computador. Não perde qualidade como um jpg e tem várias opções de compactação. É considerado por sua flexibilidade, ainda que não possa ser usado para gráficos da web.

Encapsulated Postscript (EPS): imagem rasterizada ou vetorial
As linhas nítidas funcionam bem em textos, infográficos e desenhos de linhas. Pode manipular com facilidade imagens vetoriais e aplicar PANTONE ou outras cores especiais para aplicações de impressão de uso comercial. A exceção é o Photoshop EPS, que é essencialmente um arquivo TIF com uma extensão EPS.

RAW: imagem rasterizada
Ótimo para a fotografia porque captura a maioria dos dados da sua câmera, o que significa que você tem as melhores imagens possíveis. Uma desvantagem é que as opções para manipular formatos de fotos são limitadas ao Photoshop e a qualquer software que vem com sua câmera.

Portable Network Graphics (PNG): imagem rasterizada
O tamanho de arquivo pequeno funciona bem para trabalhos na Internet. Oferece suporte à transparência e usa apenas cores indexadas.

Portable Document Format (PDF): imagem rasterizada ou vetorial
Embora o PDF não sejam exatamente um formato de imagem, ele é o formato de arquivo universal escolhido hoje pelos profissionais mais capacitados. Um arquivo PDF costuma ser criado em um formato diferente e, depois, convertido. O PDF impede que a maioria dos usuários os edite, o que o torna o formato de arquivo preferido para e-books, formulários e imagens grandes. A qualidade pode ser mais alta ou mais baixa dependendo de como ele é gerado.

  • Este artigo foi útil?

Não consegue encontrar o que você está procurando?